Comentando os doze princípios do manifesto ágil

Em algumas discussões com amigos, recebi algumas referências na internet sobre o Manifesto Ágil. O manifesto ágil é a intenção de melhorar o desenvolvimento e entrega de software ao cliente, fazendo com que a área de TI agregue mais valor, ao invés de ser uma área cara e burocrática. Abaixo, os doze princípios do desenvolvimento ágil de software:

Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente, através da entrega adiantada e contínua de software de valor.

Tem coisa melhor e mais motivadora do que receber elogios do cliente?

Aceitar mudanças de requisitos, mesmo no fim do desenvolvimento. Processos ágeis se adequam a mudanças, para que o cliente possa tirar vantagens competitivas.

Entregar software funcionando com freqüencia, na escala de semanas até meses, com preferência aos períodos mais curtos.

Com agilidade é possível entregar o software que o cliente verdadeiramente precisa. Uma empresa é feita de pessoas, estas pessoas mudam de opinião a todo momento. Uma empresa não pode parar simplesmente porque “o sistema não permite”.

Pessoas relacionadas à negócios e desenvolvedores devem trabalhar em conjunto e diáriamente, durante todo o curso do projeto.

Com todos os stakeholders* envolvidos, fica mais fácil alinhar as expectativas de negócio com o software que está sendo construído. Vamos levantar essa bandeira?

Construir projetos ao redor de indivíduos motivados. Dando a eles o ambiente e suporte necessário, e confiar que farão seu trabalho.

Pedir relatórios e status de hora em hora não parece uma boa idéia quando você precisa trabalhar concentrado. Se não confia no trabalho, existe um problema: ou com o membro da equipe ou com você, que não consegue deixar as coisas fluirem.

O Método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para, e por dentro de um time de desenvolvimento, é através de uma conversa cara a cara.

Acredito que desenhos em lousas também costumam funcionar bem. Milhares de páginas em documentação?  Acho difícil.

Software funcional é a medida primária de progresso.

Aprovar um software funcionando é bem melhor que aprovar um desenho, não?

Processos ágeis promovem um ambiente sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários, devem ser capazes de manter indefinidamente, passos constantes.
Contínua atenção à excelência técnica e bom design, aumenta a agilidade.

Continuidade é a chave do sucesso.

Simplicidade: a arte de maximizar a quantidade de trabalho que não precisou ser feito.

Entregando o que é necessário para o negócio naquele momento, poupamos o esforço desnecessário com aquilo que não agrega valor ou que provavelmente entraria “no bolo” num projeto que entrará daqui 1 ano ou mais.

As melhores arquiteturas, requisitor e designs emergem de times auto-organizáveis.

Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo.

Preciso explicar esses? Acho que não. São princípios, que se a gente parar pra pensar, fazem todo o sentido. Então, porque não adotá-los simplesmente?

Parece que o mundo todo não acha isso lá muito fácil.

*diz-se stakeholder toda parte interessada em um projeto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s