Workshop: Scrum na Prática, com Lego

É com muito orgulho que anuncio: Estou lançando meu primeiro workshop, de Scrum na Prática, com Lego!

Mas não se engane, diversos pilotos já foram realizados e posso garantir duas coisas:

  • A vivência de um ambiente ágil e
  • Muita diversão!!!

 

Desta vez, reservei um espaço bem bacana na Via Academy para fazermos nossas brincadeiras! Se interessou? Inscreva-se já no link:

Quero Participar!

Slack Análise de Negócios Brasil

FontAwesome_f12e(0)_64

Novidade: Criamos o grupo de Slack Análise de Negócios Brasil!

Quer participar do Slack Análise de Negócios BR? Lá falamos sobre tudo o que permeia o mundo da Análise de Negócios.

É fácil e rápido!

Clique aqui para criar sua conta e participar do nosso grupo: Grupo Análise de Negócios Brasil no Slack

Aproveite e instale o Slack no seu celular pra não perder nada!

disponivel-no-google-play-logo-android

download

Vou ser palestrante no TDC!

Você conhece a TDC? Não?

TDC é a The Developers Conference, um congresso de profissionais de TI, organizado pela GlobalCode e com alguns anos de bagagem.

Neste ano, vou palestrar sobre a Análise de Negócios na Transformação Digital e estou bem feliz com a oportunidade.

Então, gostaria de convidar a todos para assistir  minha palestra e as palestras dos monstros da análise de negócios aqui em SP. Se liga:

Evento TDC2017

Dá uma olhada na Trilha de Análise de Negócios!

Roundtable Virtual de Análise de Negócios

Pensando em criar uma base de conhecimento ainda maior e compartilhá-la entre a comunidade, meu colega de Análise de Negócios Shay e eu tivemos uma ideia: Um roundtable virtual!

Neste roundtable, selecionaremos alguns analistas de negócios para comentar e discutir sobre assuntos inerentes ao nosso mundo, respondendo perguntas e trazendo à tona questões relevantes para o público.

Mas antes de começarmos, gostaríamos de saber: Você gostaria de ter esse tipo de conteúdo a disposição?

Preencha pra gente essa pesquisa: https://goo.gl/forms/EDNnn7BZfOGPTbPv2 e assim que tivermos respostas suficientes organizaremos o roundtable!

 

Quase 40% das empresas querem aumentar o salário variável dos profissionais

O estudo do Hay Group aponta que para 61% das companhias essa é uma forma de alinhar o trabalho dos profissionais à performance das organizações

Redação CIO Brasil

Publicada em 27 de julho de 2010 às 08h00

Um levantamento realizado com 1,3 mil empresas em 80 países aponta que 39% delas têm planos de aumentar a porcentagem do salário variável dentro da remuneração total dos funcionários. O principal objetivo desse movimento, aponta o estudo realizado pela consultoria em recrutamento Hay Group, é estimular os profissionais a serem mais produtivos e, como consequência, contribuir para um crescimento dos resultados totais das organizações.

Para 61% das companhias consultadas, o grande responsável por esse enfoque no salário variável é um melhor alinhamento entre o trabalho dos profissionais e a performance da corporação. Na sequência, com quase 40% das respostas, aparece a necessidade de melhorar os resultados dos departamentos ou das equipes.

Um dos desafios para as organizações em mudar as políticas de remuneração será garantir o entendimento dos funcionários. Isso porque, só 58% das companhias que responderam ao levantamento do Hay Group afirmaram que as regras de pagamento variável são entendidas por todos os funcionários e, pior, uma parcela de 76% acredita que os modelos não são comunicados de forma eficiente pelos gestores.

Quanto aos indicadores utilizados para calcular o salário variável, 51% dos entrevistados informaram que, depois da crise, passaram a dar mais ênfase em métricas financeiras – como receita, lucro e vendas – para definir os valores.

Comentário do Blog:

No Brasil é lei e está bem difundida a cultura de “equiparação salarial”, ao passo que todos os que se desempenham bem em uma função tendem a virar “chefe” ou líder. Não concordo com isso porque nem sempre o bom profissional tem skills de líder, o que faz com que um profissional competente permaneça com o mesmo salário por equiparação, ou seja, define-se um valor justo para todos e todos ganham a mesma coisa, pela média. Isso impede que o bom profissional “corra atrás do seu”.

E você, concorda com o salário variável? Por quê?